Tag: América do Sul

Trip Tips: Pucón – Chile!

Depois de passar uma semana em Santiago, fui visitar a região dos vulcões! Pucón é uma cidadezinha no sul do Chile, que tem como principal personagem o vulcão Villarrica. Ele pode ser visto de qualquer canto da cidade (claro, se o tempo colaborar / eu peguei dias nublados =/ ) e olha, é impressionante! Frequentada principalmente pelos próprios chilenos, a cidade em si é uma gracinha: cheia de casinhas fofas que abrigam hotéis e restaurantes deliciosos. Ah, ainda tem um lago que forma uma praia de areia preta (vulcânica)!

Pucon-Chile

Vulcão em raro momento de céu azul e praia de areia preta!!!

A alta temporada em Pucón é em janeiro e fevereiro, quando reza a lenda que faz calor na cidade. Fui em dezembro, que já é verão, mas mesmo assim passei muito frio: fazia algo em torno de 5 e 18 graus (sinceramente, para mim parecia que fazia uns  10 negativos! rs). Passei muito frio, já que em Santiago estava um calor do cão e não levei roupa suficiente… Além do esqui (que né, só é possível fazer no inverno), Pucón é conhecida pelos esportes ao ar livre: trekking, jet ski etc. O legal de lá é pegar um carro (de preferência 4×4) e rodar a região atrás de termas, cachoeiras e outros vulcões próximos (tem mais 2!).

Vulcao-Villarrica-pucon-chile

Subimos a pé até aquela pontinha branca, láááá em cima!

Fiquei dois dias por lá e deu para conhecer bastante coisa! No sábado optamos por subir ao vulcão Villarrica, não até o topo, só uma “pequena” caminhada. Subimos um belo pedaço com o carro e caminhamos mais uns 40 minutos (em um frio insuportável, devo dizer) para chegar até um pedacinho de neve restante. A caminhada é dura, venta e faz MUITO frio, mas vale a pena pela vista. Dá para ver todo o lago de lá de cima! Se você quiser subir até a cratera do vulcão, tem que pegar uma excursão com guias e roupas apropriadas. A subida dura em torno de 4h (claro que eu não fui, né? rs).

Salto-del-Carileufu-Pucon-Chile

Depois de congelar no vulcão, seguimos o que o pessoal do hostel nos indicou: fomos conhecer o Salto del Carileufu, um hotel-restaurante lindíssimo que tem por lá. O restaurante só serve 4 pratos, super simples, mas tudo muito caprichado e gostoso e o que é melhor: preços dignos. Foi o melhor ravióli de trufa que já comi na vida!

Regiao-Vulcoes-Sul-Chile

Se eu voltar alguma vez à Pucón, com certeza ficarei hospedada lá, o lugar parece um pedaço do paraíso, juro! No meio do mato, com vários chalezinhos e uma queda pequena de águas cristalinas… Lindo lindo!

Cachoeiras-Praias-Pucon-Chile

Depois do almoço ainda fomos na cachoeira Ojos de Caburga e passamos em duas praias: Playa Negra e Playa Branca. Tudo muito bonito, mas como estava frio, nem deu para aproveitar muito…

Vulcao-Lanin-Argentina

Pessoa com frio na cachoeira e pessoa retardada no meio da estrada (encoberto está o vulcão Lanin)! rs

No domingo, decidimos ir atrás dos outros vulcões… No caminho, passamos por mais uma cachoeira (Tres saltos, se não me engano). Tudo lindo, mas né, com um frio absurdo não deu para aproveitar muito. Só queria voltar para o aquecimento do carro! Rs Depois dirigimos até a divisa com a Argentina, onde é possível ver o vulcão Lanin (que resolveu entrar em erupção uns dias depois que eu saí de lá! Rs). Esse é o maior vulcão da região, enorme e realmente impressionante. Vale muito a pena, mesmo porque a estrada é cheia de vistas lindas!

Restaurante-Cassino-Pucon-Chile

Vinho delícia no La Maga e cara de acabada no cassino!

Na primeira noite, jantamos no La Maga, que serviu um churrasco delicioso. No segundo dia fomos em um japa que eu não lembro o nome e nem recomendo (caro e não era bom). O Cassis é um ótimo lugar para comer também: serve vários lanches e doces, uma delícia! No foursquare, vi que tem alguns barzinhos e pubs pela cidade, mas como curti muito perder dinheiro no Blackjack brincar no Cassino, fui para lá nas duas noites que fiquei na cidade.

Hostel-Frontera-Pucon-Chile

O hostel, a rua do hostel (que dava no lago) e a vista do quarto (com o vulcão encoberto, pra variar! rs)!

Não poderia deixar de mencionar a hospedagem: ficamos no Frontera Pucón Hostel B&B, que na verdade é uma casa bem grande mantida por um casal de brasileiros. O lugar é uma delícia, super limpo, bem localizado, com café da manhã bem ok, sem contar a simpatia dos donos, que nos indicaram vários passeios pela cidade. Se der, pegue o quarto com vista para o vulcão, vale muito a pena! ;)

Adorei Pucón, a cidade é encantadora e deliciosa. Agora, se for para voltar, pretendo fazer isso no inverno para esquiar. Já que é para passar frio, vou passar frio de verdade né! rs Por que sinceramente, duvido muito que mesmo no verão lá faça calor o suficiente para eu querer aproveitar as cachoeiras ou encarar esportes náuticos! Rs

E aí, alguém já foi pra Pucón? Tem mais alguma dica da região?

PS: É só clicar nas fotos que elas aumentam! Se quiser ver os outros posts sobre o Chile, é só clicar aqui!

Ingressos para atrações turísticas e museus com desconto e sem fila! Quer ingressos para as principais atrações turísticas e museus com desconto e ainda pulando a fila? É só clicar aqui ou no banner acima! Comprando através do Trend Tips, você tem vantagens e ainda me ajuda a continuar viajando e trazendo dicas incríveis para vocês! ;)

Trip Tips: Santiago Fashion!

Depois do guia geral sobre Santiago, vamos para a parte que mais gostamos das viagens: compras e moda! O passeio que eu mais gostei, de longe, foi o Museu de La Moda. O museu é considerado um dos maiores do mundo e para quem é apaixonada pelo assunto como eu, é emocionante ver roupas recebendo tratamento de museu.

Plantação de carros!

O local é a antiga casa de uma família (rica, obviamente! rs) que foi transformado em museu, usando o acervo da própria família. Na entrada, uma “plantação” de carros recepciona os visitantes. Não me perguntem o que uma coisa tem a ver com a outra, mas é bem interessante! rs

Carro do filme “De volta para o futuro”!

Quando fui estava tendo uma exposição sobre os anos 80, com direito ao carro do filme “De volta para o futuro” e roupas usadas por Michael Jackson e Madonna! Muitas revistas da década e até alguns objetos completavam a exposição temporária. A parte das roupas em si foi emocionante: pude ver peças de Vivienne Westwood, Paul Smith e vários outros estilistas.

Coleção Outono/Inverno 83/84 de Vivienne Westwood com desenhos de Kaith Haring / T-shirt usada por Michael Jackson / Acessórios da Madonna!

Passei em torno de 3 horas por lá, mas isso é por que fique encantada com tudo e não perdi nenhum detalhe. Quem não ficar babando em cima dos vestidos como eu, pode conhecer o museu em torno de uma hora. Ah, não se esqueçam de checar no site do museu os dias e horários de abertura (ele fecha em algumas épocas do ano).

Fantasias super “simples”! rs

Ainda no assunto história da moda, quando estava na cidade o Museu da História Nacional estava com uma pequena exposição sobre um Baile à Fantasia que aconteceu em 1912. O evento, que reuniu a alta sociedade de Santiago, foi recheado de fantasias lindas e poderosas, seis delas expostas e em condições excelentes! Lindo, lindo, lindo! Vale a pena consultar a programação do museu quando for para cidade. Aliás, vale a pena ir ao museu, já que  a exposição permanente é bem interessante também! ;)

Por incrível que pareça, mal fiz compras nessa viagem! Conheci só um shopping da cidade: Parque Arauco, que ficava perto de onde estava hospedada (dava para ir a pé). E ainda conheci mais ou menos, por que ele é enorme e apesar de ter ido lá várias vezes para comer (a praça de alimentação ao ar livre é deliciosa e cheia de opções), não vi todas as lojas. Até tive tempo de ir aos outros shoppings, mas como achei as roupas um pouco cafonas e caras, achei que não valia a pena (como disse no outro post, a piscina era muito tentadora! Rs)… Ah, vale a pena pegar o livrinho de descontos no centro de informações!

Estou obesa na foto, mas juro que é a roupa! =/

Além de me divertir com os Angry Birds (#criancices/ era uma ação da Samsung!), no shopping conheci a Dayaday, uma marca de bolsas e acessórios espanhola, cheia de peças lindas. Comprei uma bolsa (dá para ver aqui!) e uma pulseira. Vale a pena ir até a loja! No Parque Arauco também tem as grandes lojas de departamento do Chile: Paris, Ripley e Falabella. Nem vale a pena ir a todas, os produtos são basicamente os mesmos (e na real, não gostei de nada!). Em dezembro, a H&M ainda não tinha aberto, mas agora aconselho uma visita para quem for lá! A loja fica no shopping Costanera Center, o mais novo da cidade.

As poucas compras que fiz, foi na Rua da Bandera, conhecida como a rua dos brechós de Santiago. Calma; não esperem grifes europeias e brechós incríveis. Muitas das lojas são verdadeiras baciadas que eu nem tive coragem de entrar! Rs No entanto, três delas valem muito a pena: Orange, Nostalgic e Bow!. As três são bem organizadas, com peças separadas por gênero e ocasião. Em nenhuma vi grifes famosas, a maioria das peças não tem marca e quando tem são da Gap, Forever 21… O máximo que achei foi Calvin Klein!

A Orange Blue é a maior delas, enorme mesmo: tem desde roupa de ginástica até bolsas e sapatos. O andar inferior é quase inteiro dedicado às roupas de festa: muito paetê dos anos 80, pirei! Rs Os preços são bem dignos: comprei uma camisa inteira bordada com canutilhos por R$ 50 (é esta aqui!).

A Nostalgic é um rede de brechós (tem várias lojas espalhadas pela cidade), com ar moderninho e peças bem selecionadas. Os preços não são nenhuma pechincha, mas se garimpar dá para achar peças boas por preços bem dignos, inclusive algumas peças que são da marca própria do brechó. Aqui comprei uma jaquetinha CK Jeans e um vestidinho do próprio brechó (este look aqui!), cada um custou em torno de R$ 40. Vale a pena fuçar tudo!

A Bow! é a menor loja das três, mas tem uma seleção muito boa de peças. Adorei a arara de camisas que custavam em torno de R$ 10, pena que a maioria ficou grande em mim! Comprei uma camisa floral e uma jaquetinha com toque oriental.

E aí, o que acharam das dicas de Santiago? Ainda tem mais um post sobre o Chile, desta vez sobre Pucón! ;)

Ingressos para atrações turísticas e museus com desconto e sem fila! Quer ingressos para as principais atrações turísticas e museus com desconto e ainda pulando a fila? É só clicar aqui ou no banner acima! Comprando através do Trend Tips, você tem vantagens e ainda me ajuda a continuar viajando e trazendo dicas incríveis para vocês! ;)

Trip Tips: Santiago!

Minha viagem para Santiago foi um pouco diferente do que o “normal”. Fiquei na casa de um amigo e não fiz muitos dos passeios “tradicionais”: não fui a nenhuma vinícola (opção minha mesmo, já fui a algumas na Itália!) nem a Valparaíso e Viña del Mar (perdi o ônibus que fazia o tour no último dia #anta). A empresa que faz os tours é a Turistik, mas tem que reservar antes!!!

A vista linda da piscina!!! <3

Como estava muito calor (fui em dezembro), andar pela cidade era cansativo, aí que aproveitei muitas tardes na piscina do prédio, que tinha uma vista “super feia” para as Cordilheiras! Rs

Centro de Santiago!

A cidade é linda (muito mais do que Buenos Aires!), com ruas amplas, arborizadas e com muitos parques, e claro, a Cordilheira impressionante de fundo. O metrô vai praticamente a todos os lugares, mas é uma delícia andar a pé para conhecer o local um pouco melhor… Não peguei táxi nenhuma vez, então nem sei se é caro.

A parte antiga de Santiago!

Fiz dois Walking Tours (vou falar mais sobre isso em outro post, mas aqui o link das duas agências que fazem esses passeios por lá: Free Tour e Spicy!) e foi o suficiente para conhecer bem a cidade, já que a maioria das “atrações turísticas” (Plaza de Armas, Catedral, La Modena, os cafés com pernas… rs) ficam no centro, dá para ir a pé mesmo!

Fofura nas janelas antiguinhas! <3

Gostei muito do tour The Patrimonial Route, que passa pelos bairros de Concha & Toro, Brasil and Yungay, cheios de construções antigas e bem lindinhas! As ruas são tranquilas, quase não se houve barulho do trânsito caótico de Santiago… Uma delícia de passeio, recomento muito!

Cerro San Cristóbal e a vista da cidade prejudicada pela poluição!

Santiago é uma cidade plana, só tem dois “cerros” (montanhas), de onde você pode ter uma vista panorâmica da cidade. O Cerro San Cristóbal é o que se subia de bondinho (desde o terremoto de 2010 o bondinho está fechado, mas tem ônibus já incluso no preço do ingresso ao parque) e é o mais alto. Lá de cima, dá para ver toda a cidade e a cordilheira.

Castelinho fofo no Cerro Santa Lucia!

O Cerro Santa Lucia é todo fofo, com uma construção que lembra um castelinho. No entanto, não tem bondinho, nem ônibus, tem que subir a pé mesmo! É muita escada e cansa, mas vale a pena ir subindo aos poucos, parando, tirando fotos…

Mais do Cerro Santa Lucia!

Embaixo tem uma feirinha de artesanato típico, então dá para aproveitar e dar uma olhada por lá também. Nada me encantou. A Lápis Lazuli (pedra que só tem no Chile e no Paquistão) é linda, mas as peças feitas com ela são cafonas e caríssimas. Uma pena! Bem em frente a este Cerro, atravessando a avenida, tem também outro centrinho comercial com dezenas de barraquinhas de artesanato. Se você gostar muito desse tipo de coisa, vale a pena ir lá!

A casa de Pablo Neruda, La Chascona, é um ponto imperdível: o poeta a construiu como se fosse um barco, muito diferente! Uma pena que não dá para tirar foto lá dentro e a fachada não tem nada demais…

Momento #gordinhasafada: Mote con huesillos, Pisco Sour e Hot Dog!

Em qualquer um dos passeios, não deixe de tomar um “Mote con huesillos”, a bebida típica do Chile. O mote é como se fosse pêssego em calda com caramelo e trigo. Doce demais, mas tem que provar! Para quem curte alcoólicos, tomem sempre vinho (todos são ótimos) e claro, o Pisco Sour, que ninguém sabe se é chileno ou peruano, mas é bom de qualquer maneira! Rs Outra “iguaria” típica do país é o hot dog (juro!); peça pelo “Italiano” que vem com tomate, maionese e abacate. Dá para achar na rua mesmo ou em qualquer lanchonete. Lá eles colocam abacate em tudo e juro que fica uma delícia! Hmmmm, que saudade! #gordinhasafada rs

Falando em comida, não sou muito ligada nisso quando viajo, mas fui a um restaurante bem delícia por lá: Mestizo. É caro, mas tudo que pedimos estava delicioso! Ele fica dentro do Parque Bicentenário, então é uma delícia passar a tarde por lá vendo a paisagem e tomando um vinho branco. Vale a pena dar uma voltinha pelo parque também, lá foi o único lugar que vi flamingos!!! <3

Sobre a noite de Santiago: só peguei uma balada por lá, bem bizarra por sinal. Fui na Las Urracas, que pelo que entendi, é a única balada da cidade. “Festa estranha, com gente esquisita” e música BEM variada: desde dance comercial até o maldito sertanejo, passando até por “É o Tchan”. Ok, foi divertido, mas foi bem bizarro também! rs

Por hoje é só (só nada, o post acabou ficando giga! rs), mas aguardem mais dicas de Santiago (compras e o Museu da Moda) e também de Pucón, no sul do Chile! E quem tiver outras dicas, é só compartilhar nos comentários! ;)

Ps: Se clicar nas fotos, elas aumentam!

Ingressos para atrações turísticas e museus com desconto e sem fila! Quer ingressos para as principais atrações turísticas e museus com desconto e ainda pulando a fila? É só clicar aqui ou no banner acima! Comprando através do Trend Tips, você tem vantagens e ainda me ajuda a continuar viajando e trazendo dicas incríveis para vocês! ;)

Hola!

Hola! Rs
Post rapidinho só para avisá-las que estou no Chile para uns diazinhos de folga (tb mereço, vai! rs). Como sempre, o blog não ficará parado, tem posts agendados para todos os dias. Só peço um pouco de paciência, já que posso demorar um pouco mais para aprovar/responder os comentários! ; 20121208-005418.jpg

    A cordilheira dos andes vista de cima e já do aeroporto!

Quem quiser acompanhar minha viagem de “perto”, é só me seguir no instagram:@trendtips. E, claro: se alguém tiver dicas aqui de Santiago, favor compartilhar nos comentários!

Beijos!

Trip Tips: Buenos Aires!

Em novembro de 2011 (sei que faz tempo, mas antes tarde do que nunca, né? rs), passei uma semaninha em Buenos Aires junto com Mamys. Geralmente o pessoal que viaja para lá fica em torno de 4 dias, mas optamos por ficar mais tempo justamente para conhecer a cidade sem pressa! Assim, dividi o “guia” em dois posts, para não ficar muito gigante…

A cidade é linda, tem avenidas super amplas e muito arborizadas! Minha principal dica é: tomem muito sorvete por lá, são todos são deliciosos!!! #gordinhasafada rs

*Pontos Turísticos*

Casa Rosada / Caminito

Para conhecer a cidade, o melhor jeito é pegar um city tour (foi o que eu fiz) ou o ônibus turístico que passa em vários pontos da cidade. Acho que o ônibus é até melhor, pois você pode descer e ficar quanto tempo quiser em alguns lugares. Por exemplo, a Casa Rosada é linda, mas nada que 15 minutos lá não resolvam! Ao contrário do Caminito, que é super pequeno, mas cheio de lojinhas e barraquinhas para olhar, cafés, restaurantes… Uma fofura!

Parque de la Flor / Jardim Japonês

Já o Parque de la Flor,  onde tem uma flor gigante de metal é divertido para tirar fotos, mas também não tem nada mais para fazer. Você pode sair de lá e ir até o Jardim Japonês, que é super pequeno, mas bem cuidado.

Livraria El Ateneo

Uma dica boa é a livraria El Ateneo, uma das mais bonitas do mundo! O local já foi usado como teatro e cinema, agora é possível comprar livros e ainda tomar um café olhando aquela arquitetura incrível.

Recoleta!

O cemitério da Recoleta é onde fica o túmulo de Evita, mas assim, é um cemitério.  Sei lá, acho meio estranho ficar tirando fotos onde as pessoas estão enterradas… Se você não tiver tempo, nem vale a pena entrar lá. No entanto, a praça em frente ao cemitério é linda e cheia de restaurantes e sorveterias, aí sim vale a pena! Aliás, a Recoleta é um bairro delicioso para se hospedar, cheio de restaurantes e lojas bacanas. Me lembrou um pouco os Jardins aqui de São Paulo (por conta das lojas de grife), mas com muito mais charme!

Feirinha de San Telmo / Altos papos com Mafalda! rs

A feirinha de San Telmo, que acontece aos domingos, é passeio obrigatório! Lá você vai achar várias barracas de antiguidades (no estilo Benedito Calixto), mas não espere achar muitas roupas. Vi muitos óculos (comprei um Ray Ban vintage incrível por 200 pesos ) e acessórios (broches, anéis, brincos). Nas ruas em volta, você ainda acha alguns brechós e lojinhas interessantes. Vale a pena passar o domingo por lá! Ah, é neste bairro também que tem o banco com a Mafalda, para você tirar uma típica foto de turista! rs

*Compras*

Bom, ao contrário do que muita gente fala, Buenos Aires não é o paraíso das compras (por isso que esta parte do post não tem fotos! rs). Apesar do real estar valorizado em relação ao peso, os preços lá não são super convidativos. Já conhecia a Calle Florida e sabia que lá não era bacana, mas piorou muitoooo! Os camelôs tomaram conta do calçadão, é abarrotado de gente… Fail total! Vale a pena ir lá para conhecer as Galerias Pacífico, que é um shopping lindo mas que nem tem lojas tão bacanas assim (são todas muito caras!) e passar na Zara que fica bem ao lado, que foi a melhor e maior que encontrei na cidade.

Duas lojas que todo mundo fala e que não me encantaram: Fallabella e Farmacity. A primeira é uma loja de departamento, nada demais, a segunda, uma farmácia. Como não tenho muita paciência para comprar cremes e afins, também não me empolguei. Ah, por toda a cidade você acha algumas lojas de acessórios, que imitam a Accessorize, que tem bijus ótimas por preços melhores ainda. Entre em todas que ver pela frente! rs

O couro, que muitos falam, não é barato e também não tem um design legal. Tudo muito tradicional, clássico e até mesmo brega! Não achei que valesse a pena gastar meus pesos em jaquetas ou bolsas… Outro problema é o tamanho: as argentinas são magérrimas, então as roupas são muito pequenas também. É difícil entrar em alguma calça por lá! #gordinhasafada

Deixei para ir aos outlets no último dia e só aí descobri que era feriado! Conclusão: muitas lojas fechadas! A sorte é que o da Lacoste, que era o que mais me interessava, estava aberto. Lá fiz boas compras: as peças ficam em torno de R$ 120. Lógico, não há muita variedade de tamanhos e cores, mas vale a pena mesmo assim! Nesse blog tem um mapa ótimo das ruas dos outlets!

Para mim, o melhor lugar para compras foi o brechó Juan Perez, que já falei antes aqui no blog!

Alguém leu tudo? rs E essa foi só a primeira parte… Semana que vem posto sobre a noite argentina e também de alguns passeios fora da cidade!

Quem tiver mais dicas, compartilha “cazamiga” nos comentários! ;)

Ingressos para atrações turísticas e museus com desconto e sem fila! Quer ingressos para as principais atrações turísticas e museus com desconto e ainda pulando a fila? É só clicar aqui ou no banner acima! Comprando através do Trend Tips, você tem vantagens e ainda me ajuda a continuar viajando e trazendo dicas incríveis para vocês! ;)