Visitando a casa de Maria Antonieta!

Palácio de Versalhes: começamos bem nossa viagem por Paris! Já tinha visitado Versalhes na minha primeira viagem à Paris, mas o local é tão lindo que não resisti em visitar de novo! Afinal, nada como voltar à casa de Maria Antonieta, né?

 

Palácio de Versalhes

Palácio de Versalhes, Paris

Fachada principal do Palácio de Versalhes!

Apaixonada pela história de Maria Antonieta, visitar o Palácio de Versalhes é obrigatório para mim. Muitos outros reis passaram por lá, mas enquanto visito pelas salas só consigo imaginar Maria Antonieta andando por ali! rs Independente disso, o Palácio é lindíssimo por si só, e enorme: são mais de 2300 aposentos! Tudo decorado da maneira mais luxuosa possível, obviamente!

Palácio de Versalhes, Paris

Portão de entrada, bem simplesinho! rs

Desta vez meu passeio pelo local foi um pouco conturbado: quando chegamos, os funcionários estavam em greve e só abriram para visitação uma hora depois do previsto. Mesmo aberto, algumas salas estavam fechadas.

Palácio de Versalhes, Paris

Detalhes do portão de entrada!

Na excursão com a ParisCityVision, o guia nos leva até uma porta preferencial, onde não enfrentamos fila. O tour que fiz me deu direito à áudio guia, mas também é possível fazer o tour com guia. Por conta da greve, o ônibus iria sair mais tarde de Versalhes para nos dar tempo de visitar tudo. Como queria muito dar uma volta pelos jardins e Grand e Petit Trianon, optei por voltar para Paris por conta própria.

Palácio de Versalhes, Paris

Um dos quartos do Palácio!

Palácio de Versalhes – o que ver

Palácio de Versalhes, Paris

A imponente Galeria dos Espelhos!

  • Galeria dos Espelhos: é o salão mais famoso do lugar: enorme, com espelhos de um lado e grandes janelas com vista para o jardim do outro. Impossível não se encantar!
  • Jardins de Versalhes: na parte de trás do palácio, é possível passear pelos imensos jardins, com estátuas, lagos e canais. A paisagem muda conforme a estação, mas é sempre lindo!
  • Grand Trianon: um palacete construído pelo Rei Luís XIV para “fugir” da vida na corte, e claro, para oferecer para sua amante! rs
  • Petit Trianon: Este local ficou especialmente famoso por ter como sua principal proprietária Maria Antonieta. Originalmente construído pelo Rei Luís XV para sua amante, o Petit Trianon foi entregue de presente pelo Rei Luís XVI com a seguinte frase: “Vós amais as flores, Senhora, tenho um bouquet a oferecer-vos. É o Trianon.” É ou não para morrer de amores? Lá dentro, além do palacete, ainda é possível visitar os jardins e a´te uma pequena vila que Maria Antonieta mandou construir.
Palácio de Versalhes, Paris

Decoração luxuosa e imponente na Galeria dos Espelhos!

Na parte de trás do Palácio, é possível pegar um trenzinho que passa pelo Grand Trianon e Petit Trianon. Recomendo muito, pois as distâncias são longas e fica muito cansativo andar tudo e ainda visitar os locais por dentro. O local conta com mais de 800 hectares de área, então uma carona é sempre bem vinda, né? rs

Palácio de Versalhes, Paris

Teto da Galeria dos Espelhos!

Como Chegar em Versalhes

Palácio de Versalhes, Paris

A maneira mais fácil e cômoda é ir com a Paris City Vision: o trajeto é feito num ônibus super confortável que te deixa (e te busca) bem na entrada do Palácio. Também é possível ir de trem, o trajeto dura por volta de 40 minutos. Neste caso, você terá que andar por volta de 15 minutos da estação até a entrada do palácio.

Palácio de Versalhes, Paris

Jardins do Palácio de Versalhes!

Quanto tempo ficar em Versalhes?

Depende do que você quer ver e, claro, de quanto tempo você tem disponível em Paris. Se for sua primeira vez em Versalhes, aconselho pegar o tour de dia completo, assim poderá ver não só o Palácio, mas também o Grand e Petit Trianon, além de passear tranquilamente nos jardins.

Palácio de Versalhes, Paris

A sacada onde Maria Antonieta foi obrigada a se apresentar para a população!

Se já conhecer ou tiver menos de 5 dias em Paris, pegue o tour meio período, que dará para visitar o Palácio e um pedaço dos jardins. De volta à Paris às 13h30, ainda dá tempo de passear bastante pela cidade! ;)

Palácio de Versailles, Paris

O fundo do Palácio de Versailles!

Independentemente da sua opção, comprar bilhetes antes da visita é primordial: as filas podem ser gigantes! O áudio guia também é bem aconselhável, já que assim poderá entender melhor sobre a história do palácio e cada um dos cômodos.

Aqui pode consultar todas as opções de tour em Versalhes com a Paris City Vision.

Palácio de Versalhes, Paris

Visitar o Palácio de Versalhes deveria ser obrigatório para todo mundo que vai a Paris! rs Um lugar lindíssimo, rico em história e super fácil de chegar. Esta foi a minha segunda visita, mas com certeza não será a última.

Acompanhe as minhas viagens pelo instagram: @TrendTips!

Fui à Versalhes à convite da Paris City Vision, mas minha opinião e experiências são independentes e totalmente pessoais. Em Paris, fiquei hospedada no Hotel Le Pavillon.

Um castelo no Rio Tejo!

Hoje vamos à descoberta do Castelo de Almourol! Num domingo de sol, peguei o carro em direção à Vila Nova da Barquinha, e fui explorar uma parte de Portugal que ainda não conhecia. Esta fortificação fica numa pequena ilha no Rio Tejo, o mesmo rio que passa em Lisboa, tem uma história impressionante e vistas de tirar o fôlego!

Castelo de Almourol

Castelo de Almourol

O castelo de Almourol é uma fortificação cheia de história bem no meio do Rio Tejo. Aberto há poucos anos para visitação, ainda não é muito conhecido pelo grande público, o que garante uma visita mais tranquila.

Castelo de Almourol

São séculos de história, antes até da Idade Média! Muito resumidamente: em 1129 os cristãos chegaram ali para reconquistar o território dos mouros, e o castelo foi entregue aos Templários, que tinham o dever de guardar a fronteira e não permitir que os mouros reconquistassem a região.

Castelo de Almourol

Passeio de Barco – Castelo de Almourol

A Tritejo oferece passeios de barco que vão até o Castelo. A viagem é rápida, por volta de 10 minutos, mas vale muito a pena: a paisagem é deslumbrante!

Castelo de Almourol

A dica é: tente fazer o passeio no por do sol, para admirar as cores lindas do local! No Castelo, recomendo a visita guiada para entender toda a história e importância desta fortificação.

Como chegar no Castelo de Almourol

De Lisboa até Vila Nova da Barquinha, onde fica o castelo, são apenas 120km, uma viagem que é feita facilmente de carro.

Castelo de Almourol

Também dá para ir de comboio/trem também: saindo da estação Oriente, a viagem também é rápida, dura pouco mais de uma hora. Uma excelente opção de bate e volta a partir de Lisboa!

Castelo de Almourol

Adorei conhecer mais um pouco da história de Portugal, o passeio foi uma delícia com vistas de tirar o fôlego. Recomendo!

Castelo de Almourol

Acompanhe as minhas viagens pelo instagram: @TrendTips!

Fui ao Castelo de Almourol à convite da Tritejo, mas minha opinião e experiências são independentes e totalmente pessoais.

Turismo Rural: Vila Galé Clube de Campo!

Há algumas semanas, peguei um comboio gastronômico em direção ao Vila Galé Clube de Campo, no Alentejo. Esta é uma região que não pára de me surpreender, cheias de atividades de turismo rural, e estava ansiosa para descobrir mais sobre a cultura local!

A caminho do Vila Galé Clube de Campo

A viagem para o hotel foi mais que especial: pegamos um trem / comboio gastronômico em direção ao Alentejo. À bordo, tudo de mais típico da região: comida, bebida, artesanato e música.

Cantos Alentejanos

Durante as quase 4 horas de viagem, pudemos conhecer mais sobre essa região de Portugal tão rica em cultura e com sabores únicos.

Comida típica do Alentejo

Já conhecia os vinhos do Alentejo, mas não sabia que a região produzia Gin também! No trem provei o Gin Sharish de morango e adorei, nunca tinha tomado um Gin tão bom!

Sharish: Gin Alentejano

Gin Alentejano numa das paradas do comboio!

Importante dizer que este comboio que peguei não circula normalmente, então o jeito mais fácil de chegar ao Vila Galé Clube de Campo é de carro mesmo!

Chegando no hotel, fomos recebidos com mais cantos alentejanos e ainda fomos de trator até os quartos. No jantar, com comida típica da região, ainda tivemos o show da Fadista Cuca Roseta.

Vila Galé Clube de Campo

Hotel Vila Galé Clube de Campo

Domingo foi dia de aproveitar o hotel. Acordamos e nos deliciamos com o excelente café da manhã / pequeno-almoço, que incluía até espumante. Bem alimentada, chegou o momento de ver tudo o que o Vila Galé Clube de Campo oferece!

Vila Galé Clube de Campo

Passeando entre os bichinhos e as plantações…

A pé, fomos conferir os animais que tem por lá: pôneis, jumento, lhamas… De trator, demos uma volta na herdade que é enorme e pudemos ver todas as plantações de frutas, o lago e a capela.

Hotel Vila Galé Clube de Campo

Deixamos o trator para visitar a Adega local e depois partimos para a área que concentra várias atividades.

Hotel Vila Galé Clube de Campo

Chamada de “praça de touros”, ali diversão não falta: dá para andar de quadriciclo, carruagem, cavalo, praticar aro e flecha, canoagem…

Hotel Vila Galé Clube de Campo

Se o tempo permitir, dá até para fazer um passeio de balão! Infelizmente não foi meu caso… terei que voltar! rs

Hotel Vila Galé Clube de Campo

 

Se não quiser participar de nenhuma atividade, sem problemas: dá para relaxar tranquilamente em uma das duas piscinas do hotel.

Hotel Vila Galé Clube de Campo

Almoçamos num dos restaurantes do hotel, que serviu o melhor da comida alentejana. Tudo acompanhado por mais cantos alentejanos, uma delícia!

Fiquei apenas algumas horas no hotel Vila Galé Clube de Campo, mas foi o suficiente para eu adorar o local e querer voltar!

Acompanhe as minhas viagens pelo instagram: @TrendTips!

Fui para o Vila Galé Clube de Campo à convite da Giuliana Miranda, do blog Ora Pois, e do Vila Galé Hotéis.  Minha opinião e experiências são independentes e totalmente pessoais.

Merc’art: Arte Portuguesa Acessível!

Merc’art: arte portuguesa acessível à todos! Muita gente me pergunta onde comprar souvenirs em Portugal, e eu nunca sei bem o que responder… Não é que sou contra os clássicos imãs de geladeira, mas acho tão sem personalidade, sabe? O problema é que souvenirs diferentes geralmente são caros… E justamente por isso que me encantei com a Merc’art!

Merc'art Arte Portuguesa

Merc’art – Arte Portuguesa

A Merc’art tem um conceito inovador: democratizar a arte! A cada coleção, eles escolhem 30 artistas portugueses para criar uma obra. Desta obra, é feita uma quantidade limitada de cópias, todas numeradas e assinadas. Por fim, estas obras chegam às mãos do consumidor final por um preço incrivelmente baixo: apenas 15€. Um souvenir diferente, com personalidade e história, perfeito para decorar a casa!

As obras são super variadas e agradam à todos: ilustrações coloridas, lettering, preto e branco, geométricos…

Merc'art Arte Portuguesa

Arte Portuguesa

Se quiser ainda mais exclusividade, pode comprar a obra original, que tem preços a partir de 250€. Nesta coleção, a Merc’art ainda apresentou uma novidade:30 obras originais e únicas, com preços a partir de 300€.

No momento é possível comprar as obras de Arte Portuguesa da Merc’art numa loja pop up no LX Factory. Em breve, poderá comprar online. Difícil é escolher! rs

Peças limitadas, lindas, com preço ótimo, e fácil de levar na mala: é ou não é um dos melhores souvenirs que você pode ter de Portugal? ;)

Fim de Semana nos Açores!

Vai fazer como eu e passar um fim de semana nos Açores? Resumi minha viagem para lá em um roteiro de 2 dias em São Miguel, visitando as principais atrações da ilha.

Fim de Semana nos Açores

Fim de Semana nos Açores

Com cada vez mais vôos entre o continente e o arquipélago dos Açores, passar um fim de semana em São Miguel é fácil e barato. Eu fui de Ryanair, com uma passagem de promoção, numa sexta à noite e voltei no domingo à tarde. Sabia que seria pouco tempo, mas consegui ver bastante coisa. Se não fosse pelo furacão Ophelia, teria visto muito mais!

Roteiro 2 dias em São Miguel

Dia 1:

  • – Lagoa do Fogo
  • – Caldeira Velha
  • – Ribeira Grande
  • – Fábrica de Chá Gorreana
  • – Furnas e Fumarolas
  • – Poça da Dona Beija
  • – Jantar em Ponta Delgada

Dia 2:

  • – Miradouro Vista do Rei + Hotel Abandonado
  • – Lagoa das Sete Cidades
  • – Termas da Ferraria
  • – Street Art (Vhils)

Aqui um mapa com os principais pontos da ilha:

Se o mapa não abrir, clique aqui.

Turismo São Miguel nos Açores – Dicas Extras

  • – Arco 8 – mix de bar e galeria de arte, é uma opção interessante para tomar um drink à noite.
  • – Terra Nostra Gardens – fica nas Furnas, próximo à Poça da Dona Beija, e oferece várias atrações: jardins, piscina termal, hotel e restaurante que serve o tradicional Cozido das Furnas.
  • – Estradas – como já falei nos posts, as estradas de São Miguel são lindas! Pare nos miradouros que passar, ouse seguir placas indicando lugares que não estavam no roteiro, admire as hortências e faça amizade com as vaquinhas! rs

Para ver todos os posts sobre turismo em São Miguel, clique aqui.

Tem muito mais para ver em São Miguel: plantação de Ananás / Abacaxi, passeios de barco para ver baleias e golfinhos, praias… Quem quiser outras ideias, é só visitar o site da VisitAzores que tem muita informação bacana por lá. Com certeza, um destino para voltar muitas vezes!

Me segue no instagram: @TrendTips para acompanhar minhas próximas viagens!

Em Ponta Delgada, fiquei hospedada no Vila Nova Hotel. O aluguel do carro foi feito na Lets Rent.